Take a fresh look at your lifestyle.

Bloco de Concreto em Londrina

Está prestes a iniciar uma obra na “Pequena Londres”? Pois saiba que uma ótima opção é aderir ao uso do bloco de concreto em Londrina. Assim, o apelido vindo de uma metrópole tão importante para o mundo será justificado, com sua construção sendo finalizada rapidamente e com resultados incríveis!

Londrina fica localizada no interior do Paraná, mas nem por isso é considerada uma cidade pequena. Com mais de meio milhão de habitantes, o município é um importante polo de desenvolvimento nacional. Isso nas diversas áreas da economia: comércio, agroindústrias e serviços.

Mas nem sempre Londrina foi tão desenvolvida. A população da região ficava instalada numa floresta, e vivia apenas da agricultura de subsistência. Nos séculos seguintes, porém, a área, assim como a região Sul, cresceu exponencialmente. Algo ainda potencializado na década de 1980, quando o uso do bloco de concreto nas construções se potencializou no país.

Bloco de concreto: por que usar?

O uso da alvenaria estrutural é uma ótima opção para construção de imóveis. Utilizando o bloco de concreto como base, essa técnica dispensa o uso de vigas e pilares. Diminui ainda cerca de 20% dos custos, em comparação com uma obra baseada em tijolos. Antes de utilizar a alternativa, porém, é interessante conhecer suas aplicações, características e, claro, contar com a consultoria de um bom arquiteto.

Os blocos de concreto são formados por uma mistura sólida e que absorve pouca água. Os componentes utilizados são o cimento, água, cal e agregados, que podem ser pó de alumínio, areia, pó de pedra ou ainda pedregulhos. Juntos, esses materiais formam uma espécie de “farofa”, que é levada a uma máquina e então prensada no formato de um bloco. A última etapa de produção é o processo de cura, que evita a perda de umidade da peça e aumenta sua resistência.

Todas essas fases de produção são essenciais, e devem ser realizadas por uma indústria especializada. Isso significa que a prática comum de produção de blocos no canteiro de obras é terminantemente desencorajada, para não dizer perigosa. Se os blocos não fabricados por uma empresa especializada, eles dificilmente terão em sua composição as proporções corretas de seus componentes, nem passarão corretamente por cada processo. Logo, o resultado são peças mais fracas, pouco resistentes, que podem comprometer a solidez da construção.

O rendimento dos blocos de concreto, geralmente, é de 12,5 peça por metro quadrado. Este é o primeiro motivo pelo qual utilizar o material: o aproveitamento. O rendimento das peças é bem maior do que os clássicos tijolos utilizados em obras de alvenaria. Com isso, há também economia de custos, tanto pela quantidade menor necessária, quanto pelo preço do próprio bloco, mais barato.

Vantagens do material

A economia de custos ocorre também porque os blocos de concreto podem, facilmente, substituir vigas e pilares. Ou seja, uma construção não necessita desses suportes de sustentação: sozinho o material em concreto consegue sustentar uma edificação. Ademais, os blocos são mais leves, o que permite que sejam carregados mais facilmente pelo canteiro de obras. Assim, caem também os valores pagos com a mão-de-obra, pois o serviço é realizado mais rapidamente.

A regularidade geométrica das peças é outra vantagem. Cada peça tem tamanhos e pesos muito semelhantes, o que permite executar o projeto de construção com maior precisão e rapidez. Além disso, a semelhança entre todos os blocos utilizados numa edificação garante a estabilidade do imóvel.

Esse tipo de material ainda possui ótimo isolamento térmico e acústico. Isso quer dizer, por exemplo, que mesmo que o prédio tenha constante incidência solar, seu interior não vai se tornar tão quente. A temperatura sempre se mantém agradável aos usuários do prédio.

Falando do isolamento acústico, as peças impedem que grande intensidade de som adentre a edificação, permitindo maior silêncio em seu interior. O som produzido no interior do imóvel também tem maior dificuldade em “escapar” para o exterior, evitando que vizinhos incomodem uns aos outros.

A mistura de que é feito o bloco de concreto é, ao mesmo tempo, resistente a agentes químicos, aos fungos, umidade e até ao mofo. Por isso, o material é ótima alternativa na construção de paredes corta-fogo.

Como a maior parte dos blocos possui ainda o meio vazado, o uso dessas peças facilita a instalação de encanamentos e fiação elétrica no imóvel. Afinal, basta embutir as estruturas no interior desses buracos, sem que seja necessário cortes ou a realização de novos furos.

Cuidados especiais

Antes de definir o material mais adequado para a construção de um edifício – blocos de concreto, tijolos ou outros – é fundamental contar com a consultoria do arquiteto ou engenheiro da obra. O profissional poderá indicar a variação do bloco, a quantidade necessária e outras especificações necessárias.

Blocos de concreto são classificados, por exemplo, de acordo com o número de pavimentos que podem erguer. O bloco M10 só pode erguer um andar, enquanto o M12,5 pode ser utilizado em edificações de até dois pavimentos. Por outro lado, peças como o M15 e o M20 são ideais para prédios maiores, de até vinte andares sem estruturação adicional, como vigas e pilares.

Outra categorização das peças vai de a A a D. Os blocos de classe A tem função estrutural e podem ser utilizados acima ou abaixo do nível do solo. Já os blocos da classe B e C só devem ser usados acima do solo, com função também estrutural. Finalmente, a classe do material não tem função estrutural, e só pode ser usado acima do solo.

No momento da compra dos blocos de concreto, é fundamental ainda analisar o visual das peças. Elas devem parecer homogêneas, sem trincas ou imperfeições. Blocos porosos demais têm baixa resistência, e não devem ser utilizados.

Ademais, a ABNT dá aos materiais selos de qualidade e segurança. Para isso, a Associação Brasileira de Normas Técnicas analisa quesitos como a resistência do bloco à compressão, absorção de água, tamanho e peso do material produzido pela indústria, e a retração do bloco quando ele seca.

Por isso, procure a informação antes de aderir a uma marca específica do material. Assim, utilizar bloco de concreto em Londrina será algo ainda mais vantajoso à sua edificação!

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.