Take a fresh look at your lifestyle.

Bloco de Concreto em Porto Alegre

Um bloco de concreto funciona como uma peça de brinquedo Lego. Colocado um sobre o outro, ele cria uma estrutura bastante lisa e reta. Essa característica, além da resistência do material, elimina inclusive a necessidade do uso de pilares e vigas para estruturação do edifício. A técnica é chamada de alvenaria estrutural, e tem se tornado uma das preferidas por clientes e engenheiros. Inclusive com o uso de bloco de concreto em Porto Alegre!

Bloco de concreto em Porto Alegre

Porto Alegre é a capital do estado do Rio Grande do Sul, e começou a se constituir no século XVIII. Com imenso fluxo de imigrantes, o município se desenvolveu rapidamente. Hoje, a maior parte de sua população vive em apartamentos, o que a torna a segunda capital mais verticalizada do país.

Ou seja: o crescimento exponencial da cidade demonstrou que a construção apenas de casas não seria suficiente para suprir a necessidade. Logo, aderiu-se à prática de construção de edifícios. Para ainda facilitar e acelerar essas obras, o uso do bloco de concreto caiu como uma luva à demanda.

Isso porque o bloco de concreto é um material com alta facilidade de manuseio. Como citado anteriormente, o produto funciona como peças Lego, que se encaixam uma sobre a outra apenas com uma fina camada de argamassa. Como os blocos também possuem grande similaridade de tamanho e peso comparados uns aos outros, a “montagem” das paredes é rápida e segura.

A rapidez da execução da obra é garantida também graças ao tamanho dos produtos. Para cobrir um metro quadrado, são necessários apenas 12,5 blocos. As peças de concreto ainda possuem a maior resistência entre todos os produtos de alvenaria. Isso permite que elas suportem sozinhas o peso de toda a construção. Essa característica é chamada autoportante, e diz respeito, aliás, à capacidade da estrutura em suportar o vento, deformações, choques e qualquer outra ação mecânica prevista num projeto de edificação.

Economia, de tempo e custos

A facilidade em “empilhar” os blocos de concreto é a primeira característica que permite a rapidez na construção de um imóvel. No entanto, o peso também é parte fundamental desta vantagem. Isso porque, como é mais leve que outros materiais, o bloco de concreto pode ser mais facilmente transportado de um local a outro do canteiro de obras. Conseguindo carregar mais peças de uma vez, o trabalhador acelera o processo de erguimento das paredes.

Neste caso, há também economia de investimento. Isso considerando que, como realiza o serviço mais rápido, o trabalhador demora menos dias para concluir seu serviço. Ou seja, há menos mão-de-obra a ser paga.

O alto rendimento do material – de 12,5 peças por metro quadrado, como já citado – é outro que também ajuda a economizar no bolso. Quanto menos material utilizado, menores os valores gastos.

Apesar de serem grandes vantagens, essas economias podem trazer certo receio ao consumidor. Afinal, ao longo dos anos criou-se a ideia errada de que blocos de concreto não tinham lá grande qualidade. Talvez pelas peças não serem tão populares. Talvez por estarem associadas a casas de projetos sociais, que precisam ficam prontas rapidamente.

No entanto, as falhas em projetos não dizem respeito ao material, mas sim à má execução do projeto. E aqui reside a necessidade de cuidado ao escolher o engenheiro, arquiteto ou construtora responsável pela construção da edificação.

Vantagens do material

Os blocos de concreto são produtos com alta resistência, e podem erguer sozinhos até vinte andares. Para a boa execução da obra, é necessária apenas a escolha do tipo de bloco correto, e então o resultado será de um imóvel confortável, sólido e, mais importante, seguro.

Por isso, o mercado oferece diferentes tipos de bloco de concreto. O mais comum é o bloco grande, vazado. O segundo é o chamado meio-bloco, que tem medida correspondente a aproximadamente metade do tamanho do bloco comum. Essa peça é interessante para o arremate das obras, uma vez que elimina a necessidade de corte do bloco para tal. Outros modelos comuns são dos blocos em U, ideais para canaletas, e em J, perfeitas para o respaldo de lajes.

Entre os benefícios do uso do produto, o consumidor pode contar com as propriedades térmicas do material. A mistura de que o bloco é feito, normalmente composta por concreto, cal, água e pó de alumínio, pouco acumula o calor. Assim, mesmo que o prédio, após finalizado, receba grande incidência do sol, a temperatura em seu interior será agradável aos seus usuários.

Outros benefícios da escolha

O isolamento acústico também existe. O concreto pouco deixa “escapar” os sons. Desse modo, os barulhos produzidos no exterior do imóvel não adentram em grande quantidade. Assim como fazem os sons de dentro: os ruídos não são dissipados para o exterior. A condição permite que os indivíduos vivam em melhor harmonia, já que os sons de um vizinho tendem a não incomodar o outro.

A mistura de que é feita o bloco ainda é resistente ao fogo, a fungos, à umidade e a agentes químicos. Quando o bloco utilizado é o vazado, o que é comum, o construtor também ganha espaço já disponível para instalação de encanamentos e rede elétrica. Ou seja, ao invés de precisar quebrar a alvenaria para a instalação, ele embute as estruturas no bloco.

Para ter certeza de que todas essas vantagens serão percebidas em sua construção, é fundamental fazer a melhor escolha do produto. Assim, compre de empresa de confiança, e com a consultoria de um profissional.

Além disso, analise a aparência física do bloco. As peças não podem possuir trincas ou imperfeições. Devem também aparentar homogeneidade, sem grande porosidade – essa característica indica baixa resistência.

Ademais, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que regula e verifica a qualidade desses produtos, indica a verificação da absorção de água pelo material e a rápida análise de seus tamanhos e pesos. As medidas devem ser muito parecidos entre os blocos. Quando os produtos têm sua qualidade atestada, a ABNT fornece selo de qualidade. Procure-o no material que for adquirir! É uma segurança a mais à sua obra.

Com esses cuidados, viver em Porto Alegre será ainda melhor. Assim, fica fácil, fácil manter as características do município indicado como a metrópole brasileira número um em qualidade de vida, pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.